Para o topo
Clube Fone: (16) 2106-4366
Agora em Ribeirão
notícias Clube FM

Mãe de Eliza Samudio volta a recorrer ao STF da soltura do goleiro Bruno - #ClubeNotícias

publicado em: 20/03/2017

Mãe de Eliza Samudio volta a recorrer ao STF da soltura do goleiro Bruno

Sônia de Fátima de Moura, mãe de Eliza Samudio, recorreu novamente à Justiça contra a soltura do goleiro Bruno Fernandes. No recurso, ela pede que o ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), reconsidere a decisão que manteve Bruno em liberdade. Por meio da advogada Maria Lúcia Borges Gomes, é solicitado também que o recurso seja apreciado pelo colegiado de ministros.

“Requer-se à Vossa Excelência a reconsideração da decisão agravada; se esse não for o caso, que Vossa Excelência coloque o feito em mesa, a fim de que o órgão colegiado possa examinar o recurso de agravo e, ao final , dar - lhe provimento, reformando a decisão monocrática agravada [...]', diz trecho do recurso, com data de 17 de março.

Em 10 de março, Marco Aurélio Mello rejeitou o primeiro recurso apresentado pela mãe de Eliza, no qual ela pedia a revogação da liminar (decisão provisória) que ordenou a soltura do goleiro Bruno Fernandes. Sônia de Moura apresentou o recurso na condição de assistente de acusação, que atua ao lado do Ministério Público no processo contra o goleiro.

Condenado a 22 anos e 3 meses de prisão pela morte da modelo, Bruno foi libertado no dia 24 de fevereiro deste ano, após obter um habeas corpus de Marco Aurélio. A decisão monocrática do magistrado ainda será analisada por uma das turmas do Supremo, que contém cinco ministros. Antes, no entanto, a PGR ainda vai se manifestar sobre o caso.

O goleiro chegou a ficar preso em regime fechado durante 6 anos e 7 meses preventivamente (prisão sem tempo determinado). Dias depois de deixar a prisão, Bruno retornou ao futebol contratado pelo clube mineiro Boa Esporte. Na data da apresentação do jogador, houve protesto de mulheres em Varginha, no Sul de MG.

Neste segundo recurso, a advogada argumenta que a possibilidade de o réu recorrer em liberdade estimula a continuidade de uma série de recursos em tribunais superiores. Ela afirma que "não pode ser ignorada a necessidade de se garantir a ordem pública pela gravidade concreta do delito e, ainda, pelo clamor social revelado, in casu, mal interpretada pelo decisão combatida".

O texto cita que Eliza teria sido esquartejada por traficantes e dada a cachorros, que teriam dilacerado o corpo, e afirma que a liberdade de Bruno "ensejaria uma imagem de ineficiência e contrariedade da Justiça Brasileira, incentivando, por sua vez, a transgressão de outros atos ilícitos similares".

Ao determinar a soltura, Marco Aurélio Mello disse que o clamor social não deve ser colocado à frente de garantias individuais, pois o condenado estava preso há mais de seis anos sem culpa definitiva "formada".

Recurso negado por ministro

No primeiro recurso, os advogados da mãe de Eliza afirmaram que Bruno é uma “pessoa fria, violenta e dissimulada” e que sua personalidade é “desvirtuada” e “foge dos padrões mínimos de normalidade”. Segundo os defensores de Sônia, o goleiro representa risco à vida do neto dela, filho de Bruno com a modelo assassinada.

“O paciente [goleiro Bruno] não só oferece risco, como também já manifestou seu interesse de colocar as mãos na vítima Bruno Samudio de Souza [filho do goleiro com Eliza] e, teme a embargante [Sônia], que possa ocorrer com seu neto e consigo mesma o que aconteceu com sua filha, ser morta”, diz trecho do recurso contra o habeas corpus do goleiro.

Bruno foi condenado, em 2013, pelo Tribunal de Júri de Contagem (MG) pela morte de Elisa Samudio, mas sua prisão era provisória desde as investigações, ou seja, ele ainda não estava cumprindo a pena.

Para o ministro do STF que determinou a soltura do goleiro, nada justifica a espera pelo recurso de apelação. Com a liminar, Bruno pode responder ao restante do processo em liberdade. Se o recurso contra o júri for negado, ele pode ser preso novamente.

Entenda o caso

O goleiro Bruno Fernandes – que atuou no Flamengo e no Atlético Mineiro – foi condenado como mandante da morte da ex-amante Eliza Samudio a uma pena de 22 anos e 3 meses de prisão.

Eliza desapareceu, em 2010, quando ela estava com 25 anos e seu corpo nunca foi achado. Na ocasião do crime, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade da criança.

Embora já tenha sido condenado, Bruno estava preso preventivamente, enquanto aguarda o julgamento de sua apelação ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG).

O goleiro também foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro por cárcere privado, lesão corporal e constrangimento ilegal contra Eliza Samudio. Mas, segundo a defesa de Bruno, ele já cumpriu essa pena.

fonte: G1
Comente aqui:
L.A. Parts Risch Tech Spirubelle Banana Brasil Supermercado Arco Iris Farmácia Amazon Tonin Unimed Simirê Hiper Lojão Aufi Avenida Tintas BlowUp Barateira Casas Bahia Pernambucanas Churrascaria Bpoi de Corte Elle Ella Calçados Havan Magazine Luiza Mult Portas O Boticario O Varejão da Fartura Pane Silvio Salud Shoe Mix Supermercado Ruscito Boni Jau Serve SANGALETTI APE SAO CARLOS Ya San Lual Lanches Mavirre Paris Perfumaria Pinhal Madeiras Consigaz Doces Tiquinho Sorriso Brasil Calafate Tintas Mercadão dos Óculos Mundo das Utilidades Radi Imagem Harmonia Tudo bem Madeireira Expansão Ma-Lu Casa de Carnes Tamoio Javep Unopar Casale Pet Paganelli Acabamentos Scorpios Motel Hiper Saude Lajes Ibaté Sofá Express Academia Smart Fit CIne Bar Agropecuária Zanquim Comercial São Jorge Dona Tabacaria Pizzaria Donatello Paraná Supermercado Acapulco Telhas Santa Hora Lanches Leve Fácil Bebidas Look Otica Maktub Mauro Esthetic Center Optica Magnifica Chá 17 Ervas Centro Otico 2 irmãos Asproauto ADN Construtora Bem Bonita Funilaria R100 Griffe Mania Hortron Componentes Ki Lanchão La Big Pizzaria LI Sim Lingerie Thalimp Tropical Ice Roll Colegio Visão West Brother Paris Perfumaria
agenda da Clube

02

Set

Show Henrique e Juliano

Oasis Eventos

top hitz Clube
01

Anitta

Paradinha

02

Jorge e Mateus

Medida Certa

03

Luis Fonsi e Daddy Yankee

Despacito

04

Luan Santana e Sandy

Mesmo sem estar

05

Gusttavo Lima

Abre o portão que eu cheguei

06

Nego do Borel e Maiara e Maraisa

Esqueci como namora

07

Marília Mendonça

Amante não tem lar

08

Henrique e Juliano

Vidinha de balada

09

Felipe Araújo e Jorge e Mateus

Chave cópia

10

Mc Kevinho

O grave bater

 

Entre em contato

Avenida Doutor Carlos Botelho, 2140 - Centro, São Carlos - SP, 13560-250
(16) 2106-4356

Veja o mapa de localização
Nossa página no Face
Siga a Clube no Twitter
Siga no Instagram
Acompanhe o Feed de Notícias

(16) 2106-4366
(16) 99700-3365
Sisteam Clube de comunicação
Todos os direitos reservados - Sistema Clube de Comunicação © 2017
an.design :: criação digital