Para o topo
Clube Fone: (16) 2106-4366
Agora em São Carlos
Parcialmente Nublado Parcialmente Nublado máx.: 29°C /min.: 17°C
notícias Clube FM

Mais de 22 mil professores já foram ameaçados - #ClubeNotícias

publicado em: 20/03/2017

Mais de 22 mil professores já foram ameaçados

Mais de 22,6 mil professores foram ameaçados por estudantes e mais de 4,7 mil sofreram atentados à vida nas escolas em que lecionam.  Os dados são do questionário da Prova Brasil 2015, aplicado a diretores, alunos e professores 5º e do 9º ano do ensino fundamental de todo o país. As informações foram organizadas e divulgados nesta segunda-feira na plataforma QEdu.

As respostas aos questionários mostram que há um cenário de violência nas escolas. As agressões não ocorrem apenas com professores e funcionários, mas também entre estudantes. A maioria dos professores (71%), o que equivale a 183,9 mil, disse ter ocorrido agressão física ou verbal de alunos a outros estudantes da escola.

Mais de 2,3 mil professores afirmaram que estudantes frequentaram as aulas com armas de fogo e mais de 12 mil disseram que havia alunos com armas brancas, como facas e canivetes. Muitas vezes, havia nas aulas estudantes que tinham bebido, segundo 13 mil professores, ou usado drogas, de acordo com 29,7 mil.

Segundo o pesquisador da Fundação Lemann, Ernesto Faria, muitos desses conflitos vêm de fora da escola. "O desafio não é tão simples porque a violência, muitas vezes, não está ligada à escola, mas a problemas locais na região. É importante não pensar a escola como uma caixinha sozinha. A escola vai ter que envolver a comunidade e pensar que tipo de parceria deve haver", diz.

Ao todo, 262,4 mil professores responderam aos questionários. Embora, percentualmente, os índices de violência não sejam tão altos, quando olhados em números, segundo o pesquisador, são preocupantes. "Temos que olhar o quanto o ambiente escolar é agradável, a relação de professores e alunos. Temos que pensar em gestão em sala de aula, disciplina, o trabalho com habilidades socioemocionais", diz.

Organização deu certo

A Escola Municipal Armando Ziller fica na periferia de Belo Horizonte, numa região com alto índice de violência. O estabelecimento, no entanto, é conhecido na vizinhança por exigir o rígido cumprimento de horários e por não liberar os alunos por falta de professores. Foi uma das escolas destacadas pela pesquisa Excelência com Equidade, que identificou escolas públicas que atendem a alunos de baixa renda familiar e que conseguem alcançar bons índices educacionais.

Excelência com equidade

"A escola é muito tranqüila, considerando a localização, a situação local é de conflitos no entorno entre gangues rivais. A comunidade tem essa escola como referência. Por maiores que sejam os problemas, aqui dentro parece outra realidade", diz o diretor Hamilton Gomes Pereira. Segundo ele, quando é identificada uma situação de violência, os responsáveis pelos estudantes são imediatamente convocados.

Eles não são chamados apenas em situações críticas. A escola busca envolvê-los, ainda que com dificuldade, no aprendizado dos estudantes. Logo no início do ano, os professores se apresentam e mostram o planejamento de cada uma das disciplinas.

Ao longo do ano letivo, os estudantes avaliam a escola e o ensino e fazem uma autoavaliação. Isso é apresentado aos responsáveis, que também podem contribuir. Os professores também anotam o que ocorre em sala de aula e repassam as informações. Eles também são informados se alunos faltam às aulas.

Outra estratégia adotada envolve a organização e a limpeza do espaço. "O aspecto físico da escola conta muito. Uma escola suja, pichada, contribui para a indisciplina. Os estudantes sabem que, quando eles sentam em uma carteira, ela é de responsabilidade deles. Se há alguma pichação ou algo anormal, o estudante específico é procurado. Quando não conseguimos identificar a autoria, tiramos foto, mas rapidamente fazemos a limpeza". Os alunos também não ficam sem aula. Caso haja faltas, rapidamente há uma substituição, algumas vezes até mesmo pela direção.

fonte: Band
Comente aqui:
L.A. Parts Jeans Planet Risch Tech Spirubelle Banana Brasil Supermercado Arco Iris Farmácia Amazon Tonin Unimed Simirê Hiper Lojão Aufi Avenida Tintas BlowUp Barateira Brasil Colchoes Casas Bahia Pernambucanas Churrascaria Bpoi de Corte Cido Hair Studio Elle Ella Calçados Havan Magazine Luiza Mult Portas O Boticario O Varejão da Fartura Pane Silvio Salud Shoe Mix Supermercado Ruscito Boni Jau Serve SANGALETTI REI DOS PETS Lual Lanches multy amargo Capricho da Chica Consigaz Doces Tiquinho Calafate Tintas Mercadão dos Óculos Mundo das Utilidades Radi Imagem Rede Obras Macarronato Harmonia Tudo bem Pizzaria Formagio Ma-Lu Pneus Z Casa de Carnes Tamoio IETECH Javep Unopar Casale Pet Paganelli Acabamentos Casa Sol Instituto Atheneu Scorpios Motel Max Açai Hiper Saude Lajes Ibaté Açai da Barra Sofá Express Pisolejo Garbo Mais Academia Smart Fit atheuneu CIne Bar Opção Vestibulares Agropecuária Zanquim Buffet Arte em Festa Delicias do Açai
agenda da Clube

15

Abr

Cabaré em São Carlos

Oásis Eventos

top hitz Clube
01

Luan Santana

Acordando o prédio

02

Mc G15

Deu onda

03

Henrique e Juliano

Vidinha de balada

04

Simone e Simaria e Anitta

Loka

05

Marília Mendonça

Eu sei de cor

06

Matheus e Kauan

Te assumi pro Brasil

07

Gusttavo Lima

Homem de família

08

Fifth Harmony

That´s my girl

09

Maiara e Maraísa

Você faz falta aqui

10

Felipe Araújo e Henrique e Juliano

Mala Falsa

 

Entre em contato

Avenida Doutor Carlos Botelho, 2140 - Centro, São Carlos - SP, 13560-250
(16) 2106-4356

Veja o mapa de localização
Nossa página no Face
Siga a Clube no Twitter
Siga no Instagram
Acompanhe o Feed de Notícias

(16) 2106-4366
(16) 99700-3365
Sisteam Clube de comunicação
Todos os direitos reservados - Sistema Clube de Comunicação © 2017
an.design :: criação digital