Clube FM 100.5 - Tá na Clube, Tá Legal! | Ribeirão Preto/SP
Daerp vai revonar a rede em 4 bairros

O Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto (Daerp) abriu nesta quarta-feira, 12 de se­tembro, concorrência pública para a substituição de 42,2 quilômetros de redes de água nos Campos Elíseos, Jardim Macedo, Jardim Recreio e Jardim São Luiz. A obra está prevista para ser executada em doze meses e tem orçamento estimado em R$ 13.865.393,28.

O financiamento será com base nos recursos do Programa de Aceleração do Crescimento II – PAC da Mobilidade e Sane­amento, do Ministério das Ci­dades, e será a primeira obra do projeto de setorização desenvol­vido pelo Daerp. Nestes bairros das zonas Norte, Leste, Oeste e Sul serão substituídas redes an­tigas que apresentam problemas constantes de vazamento.

No Jardim São Luiz, na região Sul da cidade, as redes instaladas são de amianto, produto proibido no Brasil. No bairro Campos Elí­seos,na Zona Norte, será substitu­ída a maior quantidade de redes, 15.940 metros. Em seguida vem o Jardim Macedo, na Zona Leste de Ribeirão Preto, onde serão troca­dos 14.770 metros de tubulação. No Jardim São Luiz, o total de rede substituída será de 8.671 metros e, no Jardim Recreio, na Zona Oeste, serão 2.856 metros de novas redes instaladas.

Não destrutivo
Dos 42.237 metros de redes com tubulações de diâmetros de 50 milímetros e 63 milímetros que serão substituídas nestes bair­ros, a maior parte (39.381 metros) será pelo método não destrutivo, onde não há necessidade de abrir as ruas para a instalação das redes, causando menor impacto para a população. Apenas 2.856 metros de redes serão construídos pelo método tradicional. A licitação também prevê a substituição de 8.648 ramais de abastecimento dos imóveis nos quatro bairros beneficiados.

Segundo superintendente do Daerp, Afonso Reis Duarte, este é o primeiro investimento previsto dentro do projeto de setorização realizado pelo Daerp, que tem como principal objetivo reduzir as perdas totais do sistema dos atuais 60% para 30% até 2021. “Este é um projeto ousado que poucas em­presas de saneamento do país têm condições de executar”, salientou o superintendente, que destacou ainda que todo este trabalho se­gue a determinação do prefeito Duarte Nogueira de modernizar o sistema de saneamento em Ri­beirão Preto e reduzir as perdas no sistema de abastecimento.

Setorização
O projeto de setorização ela­borado pelo Departamento de Engenharia do Daerp prevê inves­timento total de R$ 83.523.974,00 na implantação de 56 setores de abastecimento na cidade, permi­tindo que o abastecimento passe a ser feito 100% dos reservatórios para a rede, reduzindo as perdas no sistema. Também estão pre­vistos outros R$ 12 milhões em investimentos no controle e mo­nitoramento de toda a rede de abastecimento em Ribeirão Preto.

Plano Municipal
O diretor técnico do Daerp, Lineu Andrade de Almeida, faz nesta quinta-feira, dia 13, apresen­tação do sistema de esgotamento sanitário de Ribeirão Preto em audiência marcada para as 18 ho­ras, no Salão Nobre do Palácio Rio Branco. A apresentação integra o Plano Municipal de Saneamento Básico, aprovado em 2016. No próximo dia 26, a discussão vaio envolver o abastecimento de água.

As audiências fazem parte da elaboração de leis e planos com­plementares do Plano Diretor do Município, aprovado neste ano. Apesar de se tratar de uma au­diência técnica, a participação é aberta a toda população. Após as audiências técnicas, serão realiza­das as audiências públicas, onde a população poderá fazer sugestões.

Na apresentação desta quin­ta-feira, o diretor técnico mos­trará um diagnóstico da coleta, afastamento e tratamento de esgoto na cidade, as obras já realizadas, em andamento e planejadas dentro do Plano de Saneamento. Também mostrará os investimentos realizados e os que ainda são necessários.

Carregando os comentários...
Clube da Insônia com Deninho
Naiara Azevedo - Chora No Meu Colo
Carregando... - Carregando...