Clube FM 100.5 - Tá na Clube, Tá Legal! | Ribeirão Preto/SP
Fórum de Ribeirão continua fechado nesta quarta, por falta de energia
ALFREDO RISK

Os cerca de 800 funcionários do Fórum Estadual de Justiça de Ribeirão Preto, na Rua Alice Além Saadi, 950, no bairro da Nova Riberânia, Zona Sul da ci­dade, foram novamente dispensados do tra­balho nesta quarta-feira (11), por causa de um problema no fornecimen­to de energia elétrica ocorrido ontem de manhã. Segundo informações repassadas aos funcionários, a energia já deverá ser normalizada nesta tarde, mas há falta de água em todo o prédio, uma vez que as bombas não funcionaram para enchê-las.

A informação ainda não foi confirmada nesta quarta, mas a exemplo de ontem, apenas o atendimento de casos urgentes, em regime de plantão, deve ser manti­do no prédio. A previsão é que a situação volte ao normal a partir desta quinta-feira (12).

Desde ontem, em seu site, a presidência do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) comunica aos magistra­dos, integrantes do Ministério Público Estadual (MPE), De­fensoria Pública, Procuradorias, advogados, dirigentes das uni­dades judiciais, servidores e ao público em geral que, em razão de problemas no fornecimento de energia, o atendimento ao público e os prazos processuais foram suspensos no Fórum de Ribeirão Preto.

Por meio de nota enviada à redação do Tribuna Ribeirão, por sua assessoria de imprensa, a CPFL Paulista, que atende 4,4 milhões de consumidores em 234 muni­cípios do interior paulista – 290 mil somente em Ribeirão Preto –, informa “que a interrupção de energia do Fórum Estadual de Justiça de Ribeirão Preto foi re­alizada devido a um defeito in­terno nas instalações do cliente. A distribuidora interrompeu o fornecimento para que os repa­ros sejam realizados e aguarda autorização para que seja feito o religamento”.

Por causa do problema de energia, as dez Varas Cíveis, cinco Criminais, duas do Júri e de Execuções Criminais, três de Família e duas da Fazenda, além dos juizados (Cível, Criminal, da Fazenda) e dos cartórios (da Infância e da Juventude) “para­ram” desde ontem no Fórum Estadual de Justiça de Ribeirão Preto.

Tramitam no local cerca de 300 mil processos. São cerca de 43 juízes, com a expectati­va de que mais dois auxiliares sejam designados até o final do ano. Em sua estrutura fun­cional, há, ainda, núcleo de perícias médicas, setores de Serviço Social e de Psicologia e de mediação de conflitos fa­miliares Centro Judiciário de Solução de Conflitos (Cejusc) e o de Justiça Restaurativa, que está sendo implantado, também integram essa lista.

Carregando os comentários...
Paredão da Clube com Deninho
João Carreiro, Jads & Jadson - Abstinência
Carregando... - Carregando...